Presente em diversos aplicativos, a criptografia de ponta a ponta é uma tecnologia que levanta muitas dúvidas. Entenda a importância e para que serve.

Criptografia de ponta a ponta: o que é e para que serve

Se você utiliza aplicativos para envio de mensagens, já deve ter reparado na mensagem sobre criptografia de ponta a ponta que aparece no topo das janelas de conversa. Mas afinal, você sabe o que esse termo significa? 

 

Antes de entrarmos no conceito geral, precisamos estabelecer primeiro o significado de criptografia. De forma simples, a criptografia é um conjunto de técnicas utilizadas para a transmissão segura de dados. Ao criptografar uma informação, apenas os responsáveis por emitir e receber esses dados poderá decifrá-la. 

 

A técnica de criptografar uma mensagem é utilizada desde os tempos mais antigos. Com um conjunto de protocolos, que auxiliavam a transformar as informações em algo entendível, povos do mundo todo se valeram da criptografia durante diversos períodos da história.

 

Na era digital, a criptografia possui uma execução mais rebuscada, mas ela é amplamente utilizada e difundida. É por meio da criptografia que dados sensíveis são protegidos, impedindo que sejam interceptados por cibercriminosos e utilizados de forma equivocada. A criptografia está presente em diversas transações digitais, desde a conexão em serviços redes sociais, até envio e recebimento de dinheiro em aplicativos bancários.

 

O que é a criptografia de ponta a ponta?

 

Conforme explicações, a criptografia carrega um conjunto de protocolos que garante a proteção de dados, garantindo que só sejam acessados pelo emissor e receptor. Para acessar essa criptografia, existe uma chave, que contém esses protocolos.

 

A criptografia de ponta a ponta, portanto, significa que a mensagem é criptografada do início ao fim de seu percurso, sendo acessada somente em seu destino inicial e final. Essa criptografia pode utilizar uma mesma chave (tanto no emissor, quanto receptor) ou mais de uma chave ao longo de sua execução, o que chamamos de criptografia simétrica ou assimétrica.

 

A criptografia simétrica é a mais utilizada mundialmente, sendo o modelo em que a mesma chave é acionada nas duas pontas da transmissão de uma mensagem ou transação. Utilizam a tecnologia simétrica os protocolos de segurança SSL (Secure Sockets Layer) e o TLS (Transport Layer Security). 

 

Já a tecnologia de criptografia assimétrica é menos utilizada, mas certamente é ainda mais segura. Por utilizar duas chaves para “decifrar” a mensagem criptografada (uma pública e uma privada), essa técnica de segurança torna mais difícil para um cibercriminoso confiscar dados sensíveis, dobrando a proteção. ]

 

 

A criptografia de ponta a ponta funciona?

 

Teoricamente sim. Pelo fato da criptografia de ponta a ponta garantir que apenas o remetente e o receptor tenham acesso a determinada mensagem, ninguém mais possui acesso àquela informação – nem mesmo a empresa responsável pelo aplicativo.

 

É por isso que, muitas vezes, vemos notícias de órgãos e instituições solicitando acesso a dados sensíveis de aplicativos de mensagens e não tendo sucesso, pois nem mesmo a aplicação pode confiscar um dado criptografado entre emissor e receptor. 

 

Entretanto, ainda assim, existem outras brechas que podem tornar seus aplicativos de mensagens vulneráveis a ações de hackers. Spywares, Malwares e outras ameaças digitais, e o uso de engenharia social, podem garantir o acesso de criminosos às suas conversas.

 

Apenas a criptografia de ponta a ponta não é o suficiente para manter os seus dados seguros. Utilizar bons softwares de proteção, não clicar em links suspeitos, proteger suas redes com tecnologias de segurança avançadas e manter sistemas operacionais atualizados são algumas ações que ampliam a sua segurança digital. 

Conheça as soluções da VNX Partners para a sua empresa e mantenha sua empresa segura contra os cibercriminosos. Entre em contato com nossos especialistas.

Continue lendo o nosso blog!

Confira outros conteúdos desenvolvidos pela equipe da VNX Partners.